UNI317998.JPG

© UNICEF/UNI317998

OBJETIVO

O objetivo deste projeto é realizar pesquisas operacionais quantitativas e qualitativas em tempo real sobre a pandemia do COVID-19 em 25 países da América Latina e Caribe (Argentina, Belize, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela), em questões de saúde da mulher, da infância e da adolescência para informar políticas públicas e a alocação de recursos.

PRODUTOS

Elaborar um documento com recomendações práticas sobre como retornar os serviços de qualidade nos níveis municipal, provincial e estadual para apresentar na reunião regional da Parceria para Saúde Materna, Neonatal e Infantil (PMNCH).

 

Monitorar a evolução da resposta à pandemia do COVID-19 durante o ano de 2021, em questões de serviços de saúde para mulheres, crianças e adolescentes em 25 países da América Latina e do Caribe.

JUSTIFICAÇÃO

  • Os benefícios de saúde materna, infantil e adolescente tornam-se invisíveis porque se tornam uma população com menor risco diante do COVID-19.

  • Cortes na prestação de serviços resultarão em um revés nos indicadores de saúde, nas políticas de desenvolvimento infantil e no financiamento de médio e longo prazo.

  • Ao contrário de desastres devastadores, mas específicos, a direção da pandemia e quando os serviços serão restaurados são desconhecidos, especialmente quando as pessoas que os fornecem estão confinadas.

  • Existem menos oportunidades para denunciar abusos e muitas barreiras para denunciar em plataformas virtuais.

  • Estimativas da Escola de Saúde Pública John Hopkins Bloomberg mostram que, se os cuidados de saúde de rotina forem interrompidos e o acesso a alimentos for reduzido (como resultado de interrupções inevitáveis, o colapso do sistema de saúde ou decisões deliberadas tomadas em resposta à pandemia), o aumento das mortes infantis e maternas será devastador 1

ATIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO

  1. Revisão da literatura científica e fontes da imprensa sobre o que funcionou e o que não funcionou em situações de desastre.

  2. Compilação de dados nacionais sobre serviços de saúde para mulheres, crianças e adolescentes dos 25 países selecionados.

  3. Aplicação de um questionário on-line a funcionários públicos e não-governamentais dos setores social e de saúde, para determinar os problemas colocados pela prestação de serviços de saúde para mulheres, crianças e adolescentes.

  4. Realização de entrevistas semiestruturadas com no máximo 100 funcionários públicos e não governamentais dos setores social e de saúde dos países considerados.

  5. Preparação do relatório final com recomendações.

  6. Apresentação do relatório

___________________________________________________________________________________

1 Timothy Roberton, Emily D Carter, Victoria B Chou, Angela R Stegmuller, Bianca D Jackson, Yvonne Tam, Talata Sawadogo-Lewis, Neff Walker. Early   estimates of the indirect effects of the COVID-19 pandemic on maternal and child mortality in low-income and middle-income countries: a modelling   study. Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, Johns Hopkins University, Baltimore, MD, USA. Lancet Glob Health 2020 Published Online May 12,   2020 https://doi.org/10.1016/ S2214-109X(20)30229-1.https://www.thelancet.com/journals/langlo/article/PIIS2214-109X(20)30229-1/fulltext